Baixar Matéria

Condicionador de solo da Fertiláqua desenvolve raízes mais profundas

Dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimam que a safra total de cana no Brasil em 2019/20 será de 642 milhões de toneladas, ante a 620 milhões de toneladas em 2018/19, citando como fator principal as condições climáticas favoráveis.

As condições de solo no plantio de cana têm se tornado tema recorrente entre os especialistas da área, uma vez que o resultado produtivo tem relação direta com a qualidade do solo.

O uso de condicionadores de solo – como o Longevus Planta da Fertiláqua, que apresenta em sua composição ácidos orgânicos, aminoácidos e nutrientes – contribui para uma melhoria na qualidade do solo.

“Um solo equilibrado nas composições física, química e biológica, sem compactação, e com boas condições, pode elevar a produtividade do canavial. Porém, o que temos visto hoje no setor, é que a grande maioria destes solos não está nestas circunstâncias e aí entra a necessidade de trabalharmos com soluções que atuem nesse processo”, explica Alan Borges, gerente de desenvolvimento da Fertiláqua.

Estudos no campo conduzidos pela empresa com o uso de Longevus Planta, mostraram raízes em maior quantidade e mais profundas, chegando a tamanhos que variaram de 1,70 a 2,10 metros. “Em solos compactados e adensados, temos encontrado sistemas radiculares que não passam de 60 cm”, afirma Borges.

Com raízes menores, a planta tem acesso a menor quantidade de água e nutrientes, o que causará problemas em seu crescimento. Além disso, com um sistema radicular superficial, no momento do corte, a cana se torna mais suscetível ao arranquio, tendo suas raízes arrancadas pela máquina e, consequentemente, passa a ter mais chances de falhas no canavial. “Isso significa que no próximo corte, o produtor não terá o mesmo número de plantas por hectare, logo, menor quantidade de cana e menor produtividade. O número de plantas por hectare passa a ser inferior ao desejado”, esclarece o gerente.

O Longevus Planta auxilia na produção de raízes e descompactação de solo, proporcionando maior atividade de microrganismos, tornando a planta mais produtiva, mais protegida de doenças e propiciando um ambiente favorável para o desenvolvimento de sistema radicular mais profundo.